Make your own free website on Tripod.com

Mundo Disney
Para Comprar

Home

Noticias
Album de fotos Disney
Para Comprar
Catalogo com os nomes dos Filmes Disney
Links relacionados
Contate-me

Nesta pagina estao alguns lancamentos que voce deve comprar.

Leve uma obra de arte para casa.
A Editora Abril orgulhosamente apresenta as historias em quadrinhos do Pato Donald feitas por Carl Barks, o melhor artista de todos os tempos!
Sao 4 edicoes especiais de colecionador recoloridas digitalmente.
Cada volume contem:
180 paginas,16 historias,16 paginas com informacoes,comentarios e curiosidades sobre cada historia. Nas melhores bancas,compre ja o seu!

Leve uma obra de arte para casa.

Almanaque Disney

ALMANAQUE DISNEY 358 REVISTA MENSAL.
132 PAGINAS.
R$ 5,95.
JA NAS BANCAS.

Almanaque Disney

Mas ja chegou o novo Almanaque Disney 359.
132 paginas.
8 historias.
Historias divertidas em um Almanaque com seus personagens favoritos.

ALMANAQUE DISNEY
359

revista mensal.

132 paginas

R$ 5,95

Quadrinhos Abril NAS BANCAS

Todo mes nas Bancas,tem quadrinhos Disney.
garanta ja a sua diversao!

A saga do Tio Patinhas

aladdin-giftset.jpg

Ed. Abril - formatinho - R$ 5,90
Mini-serie em 2 edicoes - 160 paginas coloridas cada.


A espera terminou!

Durante mais de uma decada os fas brasileiros das HQs Disney aguardaram a publicacao no pais da famosa (e premiada) "Saga do Tio Patinhas", de autoria do americano Keno Don Rosa, que se propunha a recontar a vida do pato mais rico do mundo do momento em que ganhou a sua lendaria moedinha numero um ate a sua primeira aparicao nos quadrinhos (e na vida de seus sobrinhos). Pois bem. A primeira parte da historia esta finalmente nas bancas de todo o pais.

Valeu a espera.

Don Rosa e discipulo e fa de Carl Barks, criador das classicas aventuras em que o Tio Patinhas, Donald e seus sobrinhos rodavam pelo mundo em busca de tesouros perdidos (estas tambem serviram de inspiracao do antigo desenho animado Duck tales, que adaptou varias delas). Barks fora o criador do velho pato milionario e, embora tenha recheado suas HQs com referencias ao passado da personagem, nunca chegara a contar a historia de forma integral. Entao Rosa, de certa forma o herdeiro do veneravel criador, decidiu juntar todas as referencias ao passado do Tio Patinhas e montar uma "biografia" dele a partir disso.

O que seria uma confusa mostra de obsessao e preciosismo caso feita por talentos inferiores tornou-se uma obra-prima nas maos capazes de Rosa, que criou uma verdadeira cronologia da vida do pato milionario, transformando eventos apenas sugeridos por Barks em tramas completas recheadas de aventura, humor e emocao.

Os roteiros de Rosa sao exemplos legitimos dos verdadeiros quadrinhos para todas as idades. Eles podem ser lidos, entendidos e apreciados igualmente por criancas de cinco anos ou senhores de cinquenta anos, ainda que em diferentes niveis de compreensao. Isso e um talento raro nos quadrinhos e que merece ser apreciado.

A historia em si e exatamente o que se propos a ser: Uma visualizacao da vida do Tio Patinhas durante sua juventude, que mostra suas peripecias para superar a pobreza e enriquecer atraves de seu proprio esforco (o que acontecera na segunda parte, a ser publicada mes que vem), ao mesmo tempo em que viaja pelo mundo (especialmente os Estados Unidos) e encontra diversas personagens e acontecimentos do final do seculo XIX. Tudo isso com fartas doses de humor, aventura e inumeras referencias a aventuras classicas de Carl Barks - incluindo aparicoes dos futuros rivais do Tio Patinhas: Os Metralhas, Pataconcio e MacMonei - que deliciarao os leitores antigos das aventuras do Tio Patinhas sem alienar os mais jovens.

Alem da primeira parte da Saga, os leitores tambem terao a oportunidade de conhecer a arvore genealogica da familia dos patos. Curioso para saber se a Vovo Donalda era avo do Pato Donald por parte de pai ou de mae? As respostas estao nesta edicao!

Nao contente em ser um excelente escritor, Rosa tambem e um ilustrador espetacular. Talvez o melhor que ja trabalhou nas HQs da Disney. Tal qual seu idolo Carl Barks, ele tem a habilidade de desenhar qualquer coisa ou situacao de modo compreensivel, de mostrar as emocoes de seus protagonistas com perfeicao e de contar uma historia com clareza e eficiencia. Rosa tambem da as suas paginas um detalhamento impar para um gibi Disney. Nao o detalhamento exibicionista de um ilustrador de super-herois americanos, mas elementos que contribuem para o desenvolvimento da trama (como as brigas e roubos que acontecem nas cenas passadas na cidade de Louisville, que exemplificam o cotidiano da localidade na epoca) ou para sua apreciacao (como as inumeras gags visuais que se desenrolam no "pano de fundo" das narrativas).

A publicacao da Abril tambem conta varios pontos a serem elogiados. A comecar por um conteudo editorial caprichado, que inclui comentarios de Rosa sobre o processo de criacao dos varios capitulos (imaginem como se fosse um DVD comentado), biografia do autor e um punhado de materias a respeito do pato sovina. A edicao tambem merece destaque por seu espetacular trabalho de cores.

Embora tenha sido cobrado que a saga deveria ter sido publicada em formato e papel melhores, convem notar que o formatinho e o papel mais simples utilizados nao chegaram a prejudicar a historia ou a arte. Os dialogos foram um pouco sintetizados para poderem caber nos baloes, mas isso nao afetou em nada a compreensao geral, que e o importante. E, vale notar, o formato da revista manteve o preco em uma faixa adequada para um trabalho que, no final das contas, e voltado para o publico infantil. O que nao quer dizer que uma edicao de luxo para livrarias nos formatos do Cinquentenario Disney (alguem lembra?) nao seria bem vinda. Longe disso. Alias a Abril deveria estudar um album assim no futuro, como foi feito em quase todos os paises em que esta obra foi publicada.

O unico real defeito da publicacao que pode ser notado e aquele velho fantasma que vem assombrando as HQs publicadas no Brasil: A reproducao da arte deixa transparecer em certas situacoes as linhas "quebradas" que se obtem em uma reproducao de computador com resolucao inferior. Embora isso prejudique alguns detalhes da arte (ainda mais em um formato pequeno como esse), nao chega a ser um problema cronico como e nas revistas Disney Especial da mesma editora. Mas e um problema que poderia ser facilmente resolvido, haja vista que nao ocorre em edicoes estrangeiras da saga, que sao publicadas em formatos bem maiores. Aumentem a resolucao dessas imagens, editores!

A capa, por um artista nacional nco creditado, e boa mas sofre na comparacao com as belas e detalhadas originais de Rosa. Elas poderiam ser, ao menos, reproduzidas no interior do gibi (bem, sempre temos o segundo volume).

Vale notar tambem que Don Rosa posteriormente adicionou varias partes novas a esta saga, que poderiam ser publicadas pela Abril em um especial futuro. De preferencia antes da comemoracao dos 50 anos da revista!

Apesar dessas problemas menores (e de ter que esperar mais um mes para ver o final da epopeia, dez anos nao foi o suficiente?), a edicao e talvez o melhor lancamento de quadrinhos do ano e e obrigatoria para todo aquele que ja leu e apreciou um gibi do Tio Patinhas na vida. Esta e realmente uma publicacao para ser lida por toda a familia e merece a nota maxima do Mundo Disney. Com louvor!



Mundo Disney

disney.tripod.com.br/priscila